• EN
  • Facebook
Você está em: Início >

English Version (Erasmus+)



Erasmus +


mais informações About Santarém

mais informações About School of Management and Technology

mais informações Educational Programmes

mais informações Research at School of Management and Technology

mais informações Erasmus Department

mais informações Erasmus Course 2019/2020

mais informações Application Form 2019/2020

mais informações Accommodation

mais informações Tourist attractions in Portugal

mais informações How to reach us

mais informações Outgoing Students


CANDIDATURAS OUTGOING 2020-2021


Publicação de Resultados de Candidaturas de mobilidade Erasmus outgoing 2020-21

Prazo

As candidaturas à Mobilidade de Estudantes (outgoing) para o ano letivo 2020/2021 decorrem até 20 de março de 2020 no Gabinete de Relações Externas.
Não serão aceites candidaturas ou pedidos de alterações de candidaturas findo o prazo fixado acima.

Antes de proceder à candidatura, o estudante deve consultar a Lista de Instituições Estrangeiras com as quais a ESGT/IPSantarém assinou um Inter-institutional Agreement para mobilidade ERASMUS+
Para proceder à escolha das universidades, o estudante deve procurar recolher o máximo de informação sobre as que são do seu interesse.


Processo

Na candidatura, o estudante pode indicar até três universidades por ordem de preferência.

Nas mobilidades com duração de um semestre, só poderão ser creditados até 36 ECTS em unidades curriculares, e nas de duração de um ano académico até 72 ECTS, devendo os restantes constar do Suplemento ao Diploma

 A candidatura deve ser entregue no Gabinete de Comunicação e Relações Externas  ou via email (gcomunicacao@esg.ipsantarem.pt  / teresa.ferreira@esg.ipsantarem.pt) e instruída com os seguintes documentos:
Formulário de Candidatura
Ficha de percusro académico do aluno
(obtida na página da escola)

Após publicação dos resultados o estudante selecionado deve dirigir-se ao GCRE para preparação do processo de candidatura à universidade de acolhimento, tendo em atenção os prazos de candidatura da referida universidade.
Documentos necessários:
Learning Agreement-studies
Preenchimento do "Application Form" se for solicitado pela universidade de acolhimento
Compromisso de Reconhecimento Académico
Elementos de identificação e IBAN

Depois de preencher todos os documentos e obter as respetivas assinaturas, o estudante deve fazer a sua entrega no GCRE, ou enviá-los à universidade de acolhimento dentro do prazo estabelecido.

Nota: Os estudantes podem beneficiar de uma « Bolsa de Estudos», de modo a fazer face ao aumento dos custos originado pelo período de mobilidade no estrangeiro (consultar mais informação no tópico em seguida "Financiamento da Mobilidade"


Critérios de Elegibilidade

São elegíveis, para participar no Programa Erasmus+
  • Os Estudantes inscritos numa IES e matriculados em ciclos de estudos que conduzam a um grau reconhecido ou outra qualificação de nível terciário reconhecido (até ao nível de doutoramento, inclusive). No caso de mobilidade para períodos de estudo, o estudante terá de estar matriculado, no mínimo, no segundo ano do ensino superior. Esta condição não se aplica aos estágios.
  • Para efeitos de realização da mobilidade, os estudantes matriculados no 1°ciclo terão de ter obtido, no mínimo, 60 ECTS. Podem ainda candidatar-se, de modo condicional, os estudantes que venham a obter o número mínimo de 60 ECTS até ao final do ano letivo em que decorre a candidatura, ou seja, até ao final do ano letivo anterior àquele em que deverá ocorrer a mobilidade.

Financiamento da Mobilidade

Subvenção para estudantes:

Os estudantes podem beneficiar de uma Bolsa de Estudos, de modo a fazer face ao aumento dos custos originado pelo período de mobilidade no estrangeiro. Esta subvenção pode consistir numa das ou em ambas as seguintes opções:
  • Uma subvenção da UE, calculada por mês e paga como custo unitário e/ou
  • Uma subvenção nacional, regional ou local fornecida por um doador público ou privado, ou por um regime de empréstimo.
Também são autorizados a participar estudantes com bolsa zero, ou seja, estudantes que cumprem todos os critérios de elegibilidade para ser estudantes Erasmus e beneficiar de todas as vantagens daí decorrentes, mas não recebem uma subvenção de mobilidade da UE.


Propinas do Estudante ERASMUS:

  • Os estudantes que participem num projeto de mobilidade do ensino superior apoiado pelo Programa Erasmus+, quer recebam ou não uma subvenção Erasmus+ da UE para a sua participação, estão isentos do pagamento de propinas, inscrições, exames e acesso a laboratórios e bibliotecas nas instituição de acolhimento.
  • Contudo, poderão ser cobradas pequenas taxas para determinados custos, como seguros, associações de estudantes e o uso de material diverso, tais como fotocopiadoras ou produtos de laboratório, do mesmo modo que são cobrados aos estudantes locais.
  • Além disso, os estudantes que tenham direito a qualquer subvenção ou empréstimo para estudarem na instituição de origem terão de manter esse direito durante o período em que estejam no estrangeiro.

Alojamento ERASMUS:
  • O alojamento no país de acolhimento é da responsabilidade do estudante, não da universidade de origem;
  • Caso a universidade de destino disponha de alojamento, será transmitida ao estudante toda a informação nesse sentido, devendo o mesmo recolher informação na página web da instituição respetiva (impressos, formulários, etc.);

Compromisso de Reconhecimento Académico:

  • O período de estudos no estrangeiro é objeto de prévio e pleno reconhecimento académico;
  • O estudante e o Coordenador de Curso devem chegar a acordo sobre o programa de estudos antes da partida, sendo elaborado um Contrato de Estudos (Learning Agreement), que será assinado pelo aluno e pelos Coordenadores Erasmus, quer da Universidade de Origem, a ESGTS, quer da Universidade de Acolhimento;
  • Em simultâneo é assinado um Compromisso de Reconhecimento Académico que identifica as unidades curriculares a realizar pelo estudante no estrangeiro e as unidades curriculares da ESGTS para posterior creditação;
  • Só serão reconhecidos para efeitos de creditação os créditos (ECTS) das unidades curriculares que constarem no contrato de estudos aprovado pelo Coordenador de Curso (ou as alterações aprovadas). No caso de necessidade de alteração ao contrato de estudos (LA), após a chegada à Universidade de Acolhimento, o estudante tem 30 dias para proceder às alterações

IMPORTANTE:
  • Após iniciado o período de mobilidade, o estudante só poderá desistir por razões de saúde ou outro motivo de força maior, devidamente fundamentado.
  • Caso o estudante não obtenha qualquer aproveitamento no período de mobilidade, deverá devolver na íntegra, o valor da bolsa de mobilidade atribuída.
  • Importa ter presente que todas as alterações têm de ser acordadas e aprovadas pelos Coordenadores de Curso e Erasmus da ESGTS, de modo a assegurar o pleno reconhecimento académico. Caso o estudante não cumpra essa condição, o compromisso no reconhecimento académico não se aplica;
  • Chama-se a atenção dos estudantes para o facto de que uma desistência da candidatura, sobretudo se apresentada depois da seleção final dos candidatos, significa que outro estudante da ESGTS poderá ficar impossibilitado de usufruir da Mobilidade Erasmus+. Devem por isso, os candidatos estar completamente seguros do seu interesse e possibilidade de efetuarem um período de estudos no estrangeiro.

Mais informações aqui:



mais informações Erasmus Placements